PIMENTEL, A. A. (1976). Estórias da boca da noite. Brasília: Thesaurus.

Esta é uma coleção de contos populares que cumpre a preocupação já revelada pelos Irmãos Grimm de preservação da linguagem do povo, coisa que não conseguiram fazer, pois lhes faltavam meios mecânicos de coleta que modernamente dispomos.

Assim, Altimar Pimentel realizou um trabalho que pela fidelidade à linguagem popular revela se de todo o interesse para o estudioso do conto, preocupado com este aspecto ou com a estrutura narrativa, e até para os professores interessados na evolução da língua nacional.

Acresce a este aspecto que diz respeito a um público mais restrito a conservação do sabor popular das narrativas, em linguagem coloquial, que nos transporta ao mundo infantil, ao som das vozes que nos embalavam as noites com as estórias de Trancoso…

O cuidado do autor em evitar rebuscamente, a seriedade com que realizou a pesquisa e procedeu à reprodução das narrativas propicia uma visão do universo verbal da área onde procedeu a coleta e do encantatório da linguagem popular, despojada e colorida.

Adverte o autor para o perigo do desaparecimento do hábito de contar estórias em rodas para um grande número de ouvintes pela “invasão” dos modernos meios de comunicação. Os narradores, com os seus recursos pessoais, não têm um mínimo de condição para competir com a sofisticação das novelas ou dos filmes exibidos na televisão.

Isto vem conceder maior valor e interesse a estas “Estórias da Boca da Noite”, pois, elas constituem uma espécie de “canto de cisne” dos tradicionais narradores do Nordeste…

Fonte: http://www.thesaurus.com.br/livro/1309/estorias-da-boca-da-noite