A promessa mantida

O jovem filho de Nasreddin ganhou certo dia excelentes notas dos seus professores. Seu pai ficou feliz e lhe disse:
– Peça o que quiser e eu lhe darei.
Comovido, o menino, consciente da contínua pobreza do pai, disse:
– Eu lhe agradeço do fundo do coração. Você me concederia um adiamento até amanhã? Tenho de pensar.
– Muito bem – disse Nasreddin. – Até amanhã.
No dia seguinte, o filho foi procurar o pai e lhe pediu um burrinho.
– Ah, não – respondeu-lhe logo Nasreddin. – O burrinho você não vai levar.
– Mas você tinha prometido me dar o que eu quisesse!
– E eu não mantive a palavra? Você me pediu um adiamento e eu lhe dei!

do livro O Círculo dos Mentirosos: Contos Filosóficos do Mundo Inteiro, de Jean-Claude Carrière, editora Codex